Doenças relacionadas a impotência ou disfunção

Tribulus terrestris (dente de babin) como um elixir natural e afrodisíacoÉ tradicionalmente aplicado da Grécia antiga, através da medicina popular chinesa e indiana.

Tribulus age sobre o corpo em várias direções e para: – incentivar a produção de hormônio luteinizante – o hormônio da felicidade que o corpo do porto apenas com o orgasmo que por sua vez incentiva e harmoniza o trabalho das glândulas endócrinas. I Tribulus não contendo testosterona mais substâncias activas a partir dos receptores de testosterona bloco de registo na glândula pituitária, criando assim a ilusão da sua falta no organismo e que emite um ‘-se a sua produção. Deste modo, produz a sua própria testosterona endógena.

A consequência positiva disso é aumento da libido, o estabelecimento da função erétil, o aumento do número e motilidade dos espermatozóides, o que aumenta o poder de fertilização, aumenta a força. – Além de diminuir os níveis de colesterol Tribulus discriminado placas de sangue e depósitos em ambos os vasos sanguíneos macro, bem como em micro vasos sanguíneos e capilares que são formados combinando de colesterol e de cálcio. Desta forma, a circulação aumenta, o que contribui para o estabelecimento e melhoria da função erétil.

Sem medicação corretiva, o uso de produtos tribulus naturalmente melhora o desempenho sexual, aumenta a libido e aumenta simultaneamente a força e a força sexual .

Devido à sua origem natural, esta preparação não é rápida, ie. A ação atual é muito importante por causa da sensibilidade do nosso corpo. No entanto, o uso diário, regular e a longo prazo do intervalo Tribulus eleva a função do organismo e, em poucos dias, são notáveis ​​melhorias e prolongamentos da função erétil.

Impotência – uma doença da civilização

A disfunção erétil é uma doença que, do chamado doenças imortais, afeta a qualidade de vida de muitos homens e seus parceiros sexuais, perturbando a individualidade e a autoconsciência.

A disfunção erétil (doravante denominada ED) é definida como a incapacidade de atingir e executar uma ereção satisfatória suficientemente rígida para permitir a penetração e a satisfação sexual de ambos os parceiros. No passado, em vez do termo disfunção erétil, o termo impotência era usado. Caso contrário, há algo mais barato o termo de disfunção sexual, que além da insuficiência erétil ainda envolve a ejaculação precoce, a ejaculação retardada e a ejaculação retrógrada (interior).

Esta entrada foi publicada em Blogging. Adicione o link permanente aos seus favoritos.